Pesquisar Argumentações No "Ad Argumentandum Tantum"

sexta-feira, 20 de maio de 2011

PROFETAS, EVANGELISTAS, PASTORES, MESTRES... APÓSTOLOS! ONDE ESTÃO ESSES HOMENS?


Por: Ev. Rodrigo Aguilar, Th.B.

Texto base: Efésios 4:7-25

No dia 27 de abril morreu num acidente automobilístico, no estado do Texas, Estados Unidos, o pastor David Wilkerson. Ele dirigia um sedan Infinity e colidiu de frente com um caminhão. Ele é conhecido mundialmente pelo seu trabalho na evangelização de drogados e jovens marginais e também pelo livro A cruz e o punhal, que relata os primeiros anos de seu ministério. Ele é o fundador do Desafio Jovem, entidade internacional dedicada a recuperar jovens do mundo das drogas e do crime.

A morte de David Wilkerson, aos 79 anos, também cala uma das vozes mais poderosas contra os desvios doutrinários e as aberrações comportamentais que invadiram a Igreja nos últimos anos. Ele se mostrava profundamente angustiado com a situação e com a letargia do povo de Deus diante do avanço desses modismos, cobrando uma atitude dos cristãos. Ele dizia: “Nós nos agarramos a nossas retóricas religiosas e conversas sobre avivamento, mas nos tornamos tão passivos! A verdadeira paixão nasce da angústia. Toda verdadeira paixão por Cristo vem de um batismo de angústia”.

Esse homem teve uma vida impecável! Sua carreira cristã é digna de elogios e merece ser seguida. Escândalos jamais abalaram seu ministério em todos os 60 anos em que serviu a Deus como pastor. Pastor David Wilkerson... Profeta David Wilkerson... Evangelista David Wilkerson... Mestre David Wilkerson... Talvez seja apóstolo David Wilkerson. Não sei muito bem como definir esse homem de Deus que ao contrário de muitos, hoje, querem status de apóstolo. Ele fugia dos holofotes e da ganância sórdida que devasta os EUA e todo o mundo evangélico. Voz poderosa, coração amoroso e consagrado a Deus, mãos adestradas para defesa do Evangelho e crescimento do Reino, mente focada no Espírito e no avivamento prometido por Deus em Sua Palavra.

Fico imaginando a perda de todos esses poderosos homens de Deus em nossos dias. David já se foi, Billy Graham está bem idoso e Leonard Ravenhill foi um grande evangelista que morreu em 1994. Fica até meio difícil citar outros grandes homens e mulheres de Deus nos dias de hoje, ainda que eles existam. Fato é que faz-se necessário o surgimento de outros homens assim, com talentos dados por Deus, poderosos, marcantes em nossa geração, ousados, verdadeiros, não apegados ao dinheiro e ao mundo caído. Tenho 25 anos e me parece que muito provavelmente verei grandes calamidades descritas no livro de Apocalipse acontecer. Verei muitos desfalecerem na fé, chorando por misérias humanas, morrendo e matando por futilidades, a Palavra de Deus sendo extinta das igrejas, o que já está acontecendo.

Se eu disser que não tenho medo estou mentindo. Talvez haja quem diga que não está com medo; esse tal ou mente ou ainda não entendeu a gravidade da situação. Parece com a indagação da mulher de Ló. Deus disse: “Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito" ( Gn 18.20 ), porém a mulher de Ló não deu ouvidos e apesar ter saído da cidade fisicamente , a cidade espiritualmente não saiu de dentro dela. “Então o SENHOR fez chover enxofre e fogo, do SENHOR desde os céus, sobre Sodoma e Gomorra ; E destruiu aquelas cidades e toda aquela campina, e todos os moradores daquelas cidades, e o que nascia da terra. E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal." ( Gn 19.24-26 ).

Como mudar a situação? A coisa está ficando cada vez mais feia. Está tudo muito intenso, Terremotos, maremotos, furacões, crise e mais crises, guerras e rumores de guerras, amor frio e igreja morna! Muitos escândalos, desvios de conduta moral, pecado superabundando no mundo que jaz no maligno e na igreja que deveria ser imaculada. Como Neemias, vejo homens e mulheres de Deus chorando pelos muros de Jerusalém derribados. Os muros da congregação que está militando neste mundo, os muros derribados da Jerusalém espiritual que está dentro de seus corações e de seus entes queridos e os muros da Jerusalém espiritual, que é a Igreja como um todo, está sendo bombardeada pelo inferno. A igreja esqueceu-se do que é eterno. Quando ela colocou seus olhos na luz das coisas oferecidas pelo diabo foi cegada com a mentira, a mesma que foi usada no Éden contra Eva. Orgulho, independência, desobediência e prazer próprio tomaram seus corações.

Hoje existe muita informação sobre Deus. Muitos livros, internet, televisão e rádio, além de outras formas de se obter qualquer notícia ou comentário sobre a Bíblia. Mas poucos conhecem a Deus. É como se eu lesse sobre uma artista famosa e conhecesse tudo dela, mas isso não quer dizer que eu a conheça realmente, já que nunca tive um relacionamento com tal pessoa. Assim são muitos estudiosos, pregadores e ditos homens de Deus. Falam de Deus, tem títulos de doutores em divindade, ditos grandes pregadores do Senhor, entretanto seus corações são vazios da unção, do amor, da obediência e humildade, marcas dos que verdadeiramente andam com Deus. A letra está morta nas igrejas, pois o Espírito Santo está sendo desprezado nos altares destes locais que não são "casas de oração".

O avivamento urgente para os crentes e para o mundo perdido parece muito distante, ainda mais com a morte desses homens que verdadeiramente buscavam a Deus com intensidade, com o Pr.Wilkerson. É preciso que sejam restaurados os 5 ministérios de Efésios 4 ( Apóstolos, profetas, evangelistas, pastores, mestres ), homens na unção do Espírito, mergulhados no poder da graça que traz restauração ao homem perdido. Onde estão esses homens? Onde estão os apóstolos que edificam e treinam os jovens e a igreja? Os profetas que mostram com clareza e firmeza a vontade de Deus? Os evangelistas que alcançam as multidões de famintos e sedentos com uma palavra poderosa de arrependimento e sacrifício bem explícita na cruz do calvário? Os mestres que combatem as falsas doutrinas e levam ao povo a Verdade, Jesus Cristo ressurreto dentre os mortos?

Isso será gerado no seu e no meu coração se realmente experimentarmos a cruz e entendermos sua mensagem. Essa necessidade de sermos levantados por Deus é gerado na mortificação da nossa vida mundana e a criação de uma nova vida. Não importa a nossa situação e condição na igreja, status ou posição eclesiástica, é preciso mortificar nossa vida, mudar tudo. Está tudo errado! Se esse é o evangelho que foi proposto por Jesus estamos perdidos! Alguns só querem obedecer e viver sua vidinha de vitórias em lutas humanas. Querem trabalhar, sustentar suas famílias, criar seus filhos, ter dinheiro e sossego, ou seja, viver bem. Não os condeno por isso; não estão errados em quererem o bem-estar. Mas creia, querido amigo e irmão, Deus precisa e quer um mais do que isso. Ele está chamando Seu povo para chorar, para sentir "dores de parto" pelo que está por vir. Ele deseja compartilhar jóias com seus amigos maduros, mas não se confiam jóias a crianças.

Se você está passando uma crise em seu ministério, em sua vida familiar, em sua vida espiritual ou em qualquer área, e se pergunta "o que está acontecendo?", eu te digo, querido: Deus está te abalando! As dores nos fortalecem e nos tornam grandes e fortes na fé. Na solidão, a dependência e confiança em Deus e na Sua graça crescem. Deus precisa que você e eu sejamos fortes. Creio que nestes dias precisamos de uma palavra específica de Deus, todos nós. Algo que não é passado por homens em pregações ou estudos, mas algo colocado em nossos corações pelo Espírito Santo em momentos de intima comunhão através de orações e reflexões profundas em Sua Palavra.

Não entre por caminhos de religiosidade como fazem muitos pentecostais, com suas manifestações vazias, sem Deus. Entretanto nunca deixe a chama e a unção do Espírito se apague em você! Sem o fogo do Espírito Santo em seu coração o amor vai se esfriar e você estará como o mundo: morto e condenado no maligno. Sejamos você e eu essas pessoas que continuarão o legado desses homens de Deus.

Deus nos abençoe e levante homens com Seu poder para que Sua palavra profética nunca deixe de existir. Amém

O Autor: Ev. Rodrigo Aguilar, Th.B., membro da Igreja Batista Ministério Reviver, em Vila da Penha/RJ.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

AH MENINOS, QUANDO VOCÊS VÃO FINALMENTE CRESCER?

"Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente." (Ef 4.14)

Um dos propósitos dos ministérios de ascenção (apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres), conhecidos como "Cinco Ministérios de Efésios", é o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo. Estes ministérios são dados pelo Senhor "até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo" (vv. 13). Eles são manifestações da graça que foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo (vv. 7).

Conforme o apóstolo, os dons variam, mas o propósito final é sempre a unidade da Igreja. Nenhum dom verdadeiro, dado pelo Senhor, pode se constituir em empecilho ou mesmo em adversário da unidade do Corpo de Cristo, daí Paulo afirma os "7 um só": "Um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós" (vv. 4-6). Os dons de ascensão - ou dons ministeriais - foram dados, deste modo, como elementos preservadores da unidade. Assim, por exemplo, todo verdadeiro apóstolo milita para preservação da unidade; do mesmo modo age todo verdadeiro pastor, todo verdadeiro profeta, todo verdadeiro mestre e todo verdadeiro evangelista. Nenhum deles objetiva construir algo pessoal, mas sim edificar a Igreja em torno da sêtupla unidade. Quem não discerne a unidade da Igreja e não a persevera é chamado pelo apóstolo de "menino", "inconstante"

A meninice tem tomado conta da igreja, apesar da multiplicação de apóstolos. A conclusão óbvia é que estes apóstolos que aí estão não são "homens-dons", ou seja, não foram dados por Cristo à Igreja. Assim, ou são "homens que com astúcia enganam fraudulosamente" ou são "meninos inconstantes", seguidores de homens fraudulentos. Na verdade, é possível encontrar os dois tipos, as duas classes de pessoas - aqueles que enganam, e aqueles que são enganados e tornam-se transmissores ("vetores", uma espécie de Aedes aegypti da fé) do mesmo engano.

O texto de Efésios 4:14 no grego é revelador. Os crentes-meninos (gr. nēpioi, "imaturos") são jogados aqui e ali pela fúria das ondas do mar (gr. kludōnizomenoi), rodando como um pião, tontos (gr. peripheromenoi), pela artimanha (gr. kubeia, "golpe de mão ao jogar dados", "trapacear" - termo que designa os jogadores de dados que usam truques fraudulentos e artes de ilusionismo, engano, malandragem) dos homens que com astúcia (gr. panourgia, "faz qualquer coisa, no mau sentido: inescrupuloso, sem critério") enganam (gr. planēs, "errante", "afastam do caminho correto") fraudulosamente (gr. methodeian. Dá origm a palavra "método", significando "à espreita", "astúcias, planos, esquemas"). Os meninos parecem nunca chegar a convicções firmes. Pelo contrário, suas opiniões são as do pregador famoso que ouviram ou do último livro que leram, e caem facilmente como presa de cada novo modismo religioso.

Apesar de muita informação, há uma proliferação assustadora da ignorância bíblica e teológica no meio religioso hodierno. Conhece-se cada vez menos a Bíblia, vive-se cada vez menos a Palavra de Deus. A Bíblia, para muitos, não passa de um livro de sortilégios, ou de artes mágico-espirituais, cujo propósito tal como entendido pelos membros de igreja seria meramente servir de "exemplos de fé" e "garantia sobrenatural de resultados no mundo físico". Baseando-se em interpretações distorcidas dos textos bíblicos e "convenientes achismos" pessoais, os atuais apóstolos e mestres criaram toda uma "verdade mitológica" das Escrituras, de fazer inveja aos textos mitológicos gregos e romanos. Textos como "os Doze Trabalhos de Hércules" viraram fichinha perto do que os homens inventaram! Assim, afirmam que "a Bíblia diz", quando nunca foi intenção do autor dizer aquilo; fazem grandes asseverações sobre coisas espirituais, sem ter nenhuma base bíblica.

Veja por exemplo o vídeo abaixo:


 

Pergunta-se: onde está escrito, na Bíblia - um pequeno exemplo, que seja - que anjos massageiam às costas dos crentes? Anjos massagistas e, pior, específicos da família Valadão?!? E a irmã ainda tem a coragem de dizer que "viu" isso?!? Outra coisa: perseguição "por causa do Evangelho" é, como o nome diz, devido ao Evangelho, ou seja, por causa da pregação do Evangelho que contraria os interesses das trevas - não os fomenta com ensino herético, por favor! Paulo, o apóstolo, foi inúmeras vezes criticado e não apelou para "anjo massagista de crente dodói"; antes, defendeu seu apostolado! Note o que ele diz em II Coríntios 6:

3 Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado;
4 Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo; na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias,
5 Nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos, nas vigílias, nos jejuns,
6 Na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido,
7 Na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça, à direita e à esquerda,
8 Por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama; como enganadores, e sendo verdadeiros;
9 Como desconhecidos, mas sendo bem conhecidos; como morrendo, e eis que vivemos; como castigados, e não mortos;
10 Como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo.


Em lugar algum encontra-se esse tipo de coisa, essa angelomania apócrifa que tem grassado as igrejas evangélicas. Sobre os anjos, a Bíblia diz apenas que são "espíritos ministradores", "enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação" (Hb 1.14). O serviço (ministração) angelical prestado aos crentes envolve inúmeras coisas, tais como proteção, revelação da Palavra e/ou de acontecimentos, etc., mas nunca infantilidades como "massagistas do ego ferido dos pastores meninos".  São essas coisas que prejudicam a igreja e o Reino de Deus. São essas coisas que acabam gerando escândalo, deboches e levando ao descrédito todo um grupo de pessoas, que procuram viver a sua fé de modo bíblico, e que jamais foram consultados ou puderam se pronunciar contra essa sandice gospel.

Pior: como a fonte desse ensino é de um midiático, famoso, a tendência é que daqui a pouco vários crentes estejam falando a mesma coisa. Afinal, o "jardim de infância" do ponto de vista bíblico é uma realidade. Hoje, as pessoas preferem "dar ouvidos" e replicarem estes ensinos do que pararem para verificar se há conteúdo bíblico e lógica no que se está sendo proferido como "verdade". Não demora muito vão fazer "seminários proféticos" sobre o ministério dos anjos, segundo os pastores-apóstolos-cantores dos últimos dias, que venderão muitos livros acerca da "última revelação". Então se levantarão muitos e corroborarão a maluquice com uma profetada, ou com uma "visão", ou sonho. E uma multidão de "nēpioi" afluirão a estes seminários, sendo jogados de um lado para o outro pela fúria das ondas do falso ensino, ficando mais tontos do que já são.

Ah, sim: nestes seminários também serão vendidos os CDs com as pregações e músicas ali cantadas, por módicos R$ 50. Para variar, as letras das músicas são as piores possíveis, com refrões cheios de vogais (elas mostram sua espiritualidade e encobrem sua capacidade de criar refrões inteligentes."Ouaieoua" é algo que vai fazer todos sentirem o maior êxtase espiritual), enfocando ou rio/chuva ou fogo ou uma combinação destes (afinal, fogo e rio/chuva são "pentecostais": se você pedir chuva de fogo, você será ungido com a unção da face de leão marinho do norte, e rio de fogo com a unção do peixe boi sagrado).

Parece brincadeira, mas infelizmente não é. Como o ensino bíblico é precário, as músicas são sofríveis. Multiplicam-se ministérios esquizofrênicos, ensinando as formas mais patológicas de adoração possível, como "rolar no chão" e emitir sons ininteligíveis, dissimulados como se fossem o "poder de Deus". Alguns chegam às raias de imitar animais ("unção de animais"), como leão, galinha, cachorro, etc.    

Enquanto isso, na Sala da Just...ops..., quer dizer, a Sala de Aula dos Seminários e Escolas Teológicas estão cada vez mais vazias. Quem, hoje, se interessa em estudar a Palavra? Para quê, se qualquer um, despreparado e sem chamada nenhuma alcança o pastorado? Como diz meu pastor: o médico precisa estudar medicina por 06 anos para ser médico (fora a residência), o engenheiro tem que estudar cálculo, física e outras, num currículo de 05 anos, para ser engenheiro (fora o estágio); já para ser pastor/bispo/apóstolo basta ter "uma visão especial", inventar curas/milagres/maravilhas e juntar um grupo de pessoas para segui-lo... E assim novamente o "pião" girará até ficar tonto!

Veja: há grupos que inisistem em "demarcar territórios" ("conquistar territórios"), "com vinho, pão e azeite" (sic). Onde, meu Deus, está escrito na Bíblia que estes elementos servem para este tipo de coisa?!? O mesmo se aplica ao "costume" de se realizarem "atos proféticos" - aliás, alguns "apóstolos" ensinam que a Ceia do Senhor, o Batismo, a unção com óleo e os dízimos são atos proféticos. Um “ato profético” seria um ritual em que se busca através de símbolos e ações, que supostamente teriam repercussão no “mundo espiritual”, alcançar determinado fim. Há uma confusão enorme entre o símbolo tipológico e aquilo que ele representa. Assim, os "apóstolos modernos" levam cavalo para dentro dos templos religiosos, dão tiro com arma de fogo em pleno culto ("para matar o diabo", sic), tomam banho de lama para ilustrar a situação do pecador e por aí vai... Isso jamais foi e jamais será "uma só fé"!

Fato número 1: esse tipo de ensino/prática não serve para nada, a não ser transformar os crentes em bitolados e iletrados. Nenhuma melhoria espiritual jamais foi registrada nos locais onde estes "atos proféticos" foram realizados - todos os dêmonios e principados amarrados pelas "ministrações proféticas" pelo Brasil afora estão cada vez mais soltos e toda choradeira produzida pelas músicas atuais, hit parades no cenário gospel, só tem efeito emocional - nada é acrescentado, do ponto de vista da santificação e fortalecimento espiritual. 

Fato número 2: Os crentes imaturos, consumidores ávidos dos "kits gospel de fé" (CD, DVD, livros, vidro de óleo da unção de Israel, etc), são incentivados e ensinados a andarem atrás de seminários que ensinam uma fé "faça você mesmo" ("Dicas, Truques & Quebra-galhos" da fé). Isso aumenta as vendas do setor, enriquece os pastores-apóstolos-empresários e contribui para a manutenção do status quo. Quando se deparam, contudo, com um problema que não cede com os paliativos adquiridos, estes crentes acabam experimentando profundas angústias e depressões. Alguns abandonam a fé, por não entenderem como podem ter fracassado mesmo após tantos cursos, seminários e treinamentos, proferidos pelos "paipóstolos de última geração".

Fato número 3: Os genuínos pastores e mestres da Palavra de Deus estão cada vez mais fadados ao ostracismo. A Escola Bíblica Dominical é uma instituição falida e os Seminários Teológicos estão à caminho da falência. Resistem apenas àqueles que oferecem "cursos de nível superior", como se o propósito de se estudar a Bíblia e a Teologia fosse a formação de teólogos para o mercado de trabalho. Nestes, ainda por cima misturam-se uma enorme quantidade de disciplinas que nada tem a ver com a real necessidade de formação ministerial (nem poderia, afinal de contas...). Pensadores como Martin-Lloyds Jones, Spurgeon, C. H. Mackintosh, John R. W. Stott - isso sem falar em Blaise Pascal, Robert Boyle, Michael Faraday e Isaac Newton - são raríssimos, na atualidade, no meio daqueles que deveriam ser o povo mais culto e mais inteligente da face da terra.
 
Urge, deste modo, o resgate da importância da Bíblia e do seu ensino no meio do grupo de crentes gospel modernos. Pelo abandono da Palavra de Deus, cada vez mais os crentes tornam-se e mantêm-se meninos na fé, fracos e falidos espiritualmente a despeito de todas as mandingas, correntes, campanhas, quermesses, atos proféticos, anjos massagistas, músicas erótico-evangélicas e outras manifestações pseudocristãs. Foi produzida uma religião que nada tem a ver com o Cristianismo, ainda que ostente este nome, com falsas igrejas de falsos pastores e falsos apóstolos. A solução é o retorno à Palavra; só ela, a Espada do Espírito, usada pelo Espírito e no Espírito, pode gerar o arrependimento e a transformação das mentes dos crentes, tão necessárias em nossos dias. Urge, ainda, que haja a restauração dos 05 Ministérios de Efésios - dom e não título - de forma a restaurar a unidade da Igreja, do Corpo de Cristo: unidade com diversidade, mais ainda assim unidade; levando os crentes-meninos a amadurecerem na fé!     

Pense nisso. Deus está te dando visão de águia!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

PENSAMENTOS E CAMINHOS MAIS ALTOS DO QUE OS MEUS

"Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos." (Is 55.8,9)

Enquanto os capítulos 53 e 54 retratam de forma profética, respectivamente, de Cristo e da Sua Igreja, Isaías 55 retrata a graça de Deus, o grande favor imerecido, prestado à toda humanidade, onde o Senhor convida a todos os homens, independentemente de seu estado ou condição espiritual a se converterem à Ele e viver.

Especificamente nos versículos 8 e 9, Isaías contrapõe a grandeza de Deus e a pequenez humana. "Meus caminhos" e "vossos caminhos", "meus pensamentos" e "vossos pensamentos". Os caminhos e pensamentos do Senhor são altos, isto é, insondáveis, incapazes de serem discernidos pelo homem. Nenhum homem pode compreender os desígnios de Deus. O apóstolo Paulo também exalta a imensidão dos desígnios de Deus: “O profundidade da riqueza, tanto da sabedoria, como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e quão inescrutáveis os seus caminhos!” (Romanos 11:33). 

De fato, é impossível ao homem compreender Deus. Especialmente quando Deus escolhe agir de uma forma que muitas vezes acaba contradizendo o nosso conceito, humano, de Deus. Isso é particularmente verdade quando se trata do problema do mal no universo. Porque o mal continua ainda existindo? Porque o mal prospera, enquanto o bem segue à míngua? Porque os canalhas triunfam, enquanto as pessoas de bem padecem?

Dia 27/04/2011. Morre, aos 79 anos de idade, o Pr. David Wilkerson, vítima de acidente automobilístico, no estado do Texas, Estados Unidos. Ele foi uma das vozes mais poderosas contra os desvios doutrinários e as aberrações comportamentais que invadiram a Igreja. Ele dizia: “Nós nos agarramos a nossas retóricas religiosas e conversas sobre avivamento, mas nos tornamos tão passivos! A verdadeira paixão nasce da angústia. Toda verdadeira paixão por Cristo vem de um batismo de angústia”.

O Pr. David Wilkerson foi um dos pastores mais sérios e verdadeiros que este mundo já recebeu. Nunca houve nada contra o ministério ou a vida pessoal deste pastor. Nem um mísero escândalo. Nada! Seus sermões serviram e ainda servirão para edificação de muitos e muitos irmãos em Cristo. Mensagens de enlevo espiritual, de exortação bíblica poderosa, de correção e admoestação; mensagens geradas no coração do Pai, inspiradas pelo Espírito Santo ao servo do Senhor. Não são mensagens de auto-ajuda barata; de pedido mesquinho de dinheiro dos crentes para enriquecimento babilônico - como é costume de uma série de muquiranas televisivos de conversa mole, intitulados de pastores.

Ah, esses nabucodonosores modernos! Junte 10 deles e você não tem um sequer! Prestam um verdadeiro desserviço ao reino de Deus: graças a eles, hoje o evangelho é sinônimo de vida fácil, de "muito dinheiro no bolso, saúde para dar e vender".  Criam heresias a todo o instante, para sustentarem seus caprichos e mundanismos. Com estas heresias, formam toda uma rede dogmática gosmenta; onde muitos incautos e desavisados acabam sendo presos nela. Daí, quando você vai combater o falso ensino, os crentes aprisionados no erro acabam achando que você está combatendo a igreja, que você é despeitado, e coisas do tipo. Então voltam-se contra você, com maledicência e torpes acusações. Enquanto isso, os muquiranas continuam a prevalecer no caminho.

E quanto a Bíblia? Infelizmente, lamento dizer, mas ela é um livro em desuso. Pelo menos nas igrejas. Raríssimas são as vezes em que ela é usada nos púlpitos. Hoje, os maiores expoentes da pregação evangélica são "contadores de historinhas", que ensinam que a Bíblia diz quando ela nunca disse. Hoje, os "pregadores avivalistas topetudos" estão ensinando verdadeiras doutrinas de demônios; já os "mestres" estão ensinando apostasia de Deus. Não há mais pregações bíblicas, sérias, de profundidade, que invariavelmente mexem com as entranhas dos ouvintes, confrontando-o com a Verdade. A mentira prevalece!

Não, eu não quero e não preciso deste tipo de evangelho. Não quero ouvir mentiras, não preciso disso; não preciso que massageiem meu ego, e não, não dou um centavo para essa igreja "feira-livre"! Pode falar o que quiser; pode amaldiçoar o que quiser - até porque eu desafio qualquer moleque topetudo muquirana, psicólogo falido de meia-pataca e ex-camelô, transvestidos de pastor, a demonstrar o poder que eles dizem ter. Eu conheço a Palavra de Deus o suficiente para não cair nessas chantagens pseudo-espirituais baratas de "bênção-maldição".

Porém, o fato é: esse tipo de coisa prospera em nossos dias! Os reinos religiosos vão de vento em popa, cada vez mais e melhor. Seus magnatas seguem sempre em frente, enganando a todos com seus discursos. Enquanto isso, gente séria padece; pastores sérios gemem todo o mês porque vêem seus ministérios minguarem, suas iniciativas não darem os frutos esperados. Hoje, quem conhece, prega e ensina apenas a Bíblia está fadado ao ostracismo. Cada vez mais os crentes migram de igrejas sérias para estes clubes chamados de igrejas. Teologia? Para quê? Os livros estão cada vez mais abandonados nas livrarias. As Revistas de Escola Dominical perderam, há muito, em conteúdo; ninguém tem mais interesse em estudar a Bíblia. Afinal, estudar para quê?!?

Isso tudo, toda essa apostasia da igreja, tem um nome na Bíblia: PROSTITUIÇÃO!

O mal prevalece. Diante desse cenário de prostituição religiosa, é fácil perder a fé. Os apelos do mundo, para adesão ao sistema, são cada vez mais insistentes e fortes. Ignorar isso é por si só um perigo maior do que viver na contramão da história. O que fazer? Render-se não é uma opção, desistir de tudo também não. A única coisa a fazer é lutar, com todas as forças, contra este sistema que aí está. O que não é nem um pouco fácil, isso é um fato. Não é fácil ser um crente bíblico neste mundo de inversão de valores, onde o falso tornou-se verdadeiro e o verdadeiro no falso.  Muitas são as tentações e as privações dos justos e a tendência é que as coisas piorem. Esta prostituta que aí está, que tem o nome de rainha e não o é, não tem misericórdia de ninguém, mas vive apenas para alimentar sua própria devassidão, seu próprio prazer imoral bem como o prazer de seus negociantes.


E disse-me: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. (Ap 22.10-12)

O tempo está próximo.  O tempo de iniciar o cumprimento das profecias do livro de apocalipse - a encarnação do mal e o julgamento final sobre ele - está próximo. Quem é injusto e assim quiser continuar, que o faça; que está sujo e ama a sua sujeira, chafurde-se nela - esse é o conselho do anjo para João e para nós. Do mesmo modo, ele aconselha: quem é justo, faça justiça ainda e quem é santo, santifique-se ainda. Noutras palavras, quer viver no lamaçal do pecado, quer viver nas profundezas de satanás? Problema é seu, só você o sofrerá no final das contas. Quer viver como justo, afligindo todo o dia sua alma justa? Ama se santificar para o Senhor? Só você receberá os benefícios disso. De um jeito ou de outro, o galardão de cada obra - justa ou injusta - virá até você.

Por mais que o mal triunfe nesta terra, há um galardão reservado ao final para seus zelosos vetores humanos, assim como há um julgamento final, ser executado sobre toda a sorte de mal - até a fonte de todo o mal, satanás. Hoje, eles podem desfrutar do sucesso. Sim, desfrutem do sucesso financeiro, oriundo do comércio babilônico de homens e de almas. Babilônia está de pé, mas não para sempre; ela há de cair. Ela, que hoje embebeda-se com suas prostituições diante do Senhor - com a venda de bugingangas de fé, com a exploração de trízimo e coisas do tipo - ainda se tornará, um dia, morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável. Ah, prostituta, que tem nome de rainha: um dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome; e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga!

Há um tempo determinado pelo Senhor para cada coisa; assim há um tempo determinado para o cativeiro babilônico de seu povo. Mas o príncipe virá! O nosso libertador virá e nos livrará de babilônia com suas nojentas prostituições. Até lá, permaneçamos firmes, até que o Senhor nos conceda vencer! É verdade: muitas coisas que meu Senhor faz eu não entendo e talvez jamais venha a entender; mas Ele é o meu Senhor e eu o amo, apesar de nem sempre entendê-Lo. Deus me chamou não para entendê-Lo, mas para amá-Lo com todo o meu coração, com toda a a minha alma! Se um dia, quando estiver em Sua presença para sempre, Ele quiser explicar, eu entenderei; caso contrário, e daí? Nenhuma explicação é e nem será preciso. Basta-me a fé!

Meu galardão está com o meu Justo Juiz, com meu Salvador e Senhor Jesus Cristo, de quem sou servo até a morte, a quem meu corpo, alma e espírito pertencem por direito eterno e inalienável! Até lá, vamos nos esmerar em ainda servir ao Senhor com tudo o que pudermos, com todas as nossas forças! Vamos amar e ensinar ainda mais a Palavra - doa a quem doer! Não gostem de mim, não gostem da Palavra - azar! Eu e minha casa serviremos ao Senhor; quem quiser, pode servi-lo ou a Baal. Escolha pessoal, consequências pessoais! Só não diga que você não foi avisado.

Pense nisso. Deus está te dando visão de águia!