Pesquisar Argumentações No "Ad Argumentandum Tantum"

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Anatomia da Apostasia


Em 2 Pe 2:20-22, lemos sobre a grave e real possibilidade e conseqüências da apostasia. É interessante notar que esta passagem foi inspirada pelo Espírito Santo a Pedro. Se alguém sabia "em primeira mão" a realidade e os perigos da apostasia, esse alguém era Pedro!


O processo de retrocesso é gradual. Com exceção de uns poucos casos, a apostasia da maioria das pessoas é algo que se dá paulatinamente, que acontece dia-a-dia, passo-a-passo. Vamos examinar cuidadosamente o processo que conduziu à negação de Pedro à Cristo, de forma que possamos perceber a partir das próprias palavras de Pedro, como evitar que o mesmo aconteça conosco!


I. O ORGULHO (Mc 14.27-31)


De uma forma prepotente, Pedro afirma que ele não vai abandonar ou negar a Cristo! Porém, ao fazê-lo, Pedro dá o primeiro passo num retrocesso: o "orgulho" (Pv 16.18). Talvez o leitor pergunte: Por que é este o "primeiro passo" para apostasia? A resposta é simples: Porque o primeiro passo para entrar no reino de Deus é a humildade (Mt 18:3-4). Logo, se nós perdemos a "humildade", tomamos o primeiro passo para trás. Observe o oportuno conselho de Paulo aos Coríntios (1 Co 10.11).


II. A PREGUIÇA (Mc 14:32-42)


Ao invés de se manter vigilante, Pedro adormeceu. A falta de preparação diligente acabou ocasionando-lhe o ser pego de surpresa por aquilo que viria a seguir. A mesma coisa pode acontecer a nós! Sem vigilância, nós também podemos ser encontrados despreparados (Lc 21:34-36). Quando estamos orgulhosos de nós mesmos, tornamo-nos preguiçosos, o que conduz facilmente para a próxima etapa.


III. A COVARDIA (Mc 14:54)


Observe que está escrito: "... Pedro o seguiu de longe". Agora que Jesus tinha se tornado impopular, "persona non grata", Pedro colocou-se longe o suficiente para não ser identificado com o Senhor. Pedro não estava preparado para o desafio de enfrentar o ridículo e a perseguição. Sem uma preparação diligente, nós também podemos nos tornar covardes! Quantos não têm vergonha de serem vistos carregando uma Bíblia? Vergonha de ser visto dando graças? Vergonha de ser visto com outros cristãos? Talvez até com vergonha de deixar que os outros saibam que somos Cristãos! No entanto, Jesus deixou bem claro o que Ele pensa da "covardia" (Mc 8:38; Ap 21:8). Quando temos vergonha de Cristo, é natural que a caiamos no próximo passo do retrocesso.


IV. O MUNDANISMO (Mc 14:54)


Nós agora encontramos Pedro sentado com os servos do Sumo Sacerdote, aquecendo-se pelo fogo. Devido a vergonha de ser visto com Cristo, torna-se fácil conviver com aqueles que são do mundo e desfrutar de seus confortos. Porém, não se pode ser "confortado pelo fogo" do mundo, e não ser "queimado"; o contato próximo com o que pode prejudicar tem seus efeitos! (Pv 6.27-29) Assim, não é possível flertar "com o mundo" e ir embora intacto! (1Co 15:33) No momento em que nos tornamos "amigos" do mundo ", resta apenas um curto período de tempo antes de darmos o passo seguinte e final do retrocesso.


V. A RECUSA (Mc 14:66-71)


Longe de Cristo, desfrutando do conforto do mundo, Pedro acaba negando seu Senhor e Salvador! Ao fazê-lo, ele se colocou em perigo (Mt 10:32-33).


Embora talvez nunca neguemos realmente a Jesus em "palavras", podemos facilmente regredir ao ponto de negar-Lo em "ações". Por exemplo, somos chamados a irmos à Casa do Senhor, porém ao invés de nos alegrarmos (Sl 122.1) criamos as mais inúmeras desculpas para não fazê-lo. Somos chamados a servi-Lo, porém prestamos pouco ou nenhum serviço ao Reino de Deus; estamos mais interessados em cargos e títulos de Igreja. Somos chamados para estar ao seu lado e sofrer por Seu nome, porém ficamos de longe, na segurança do conforto do mundo.


Quando negamos o Senhor, nosso retrocesso é completo. A menos que nos arrependamos, a única coisa que resta é um dia estarmos frente-a-frente com o Senhor, debaixo de juízo eterno. Pedro compreendeu plenamente o seu pecado, quando o Senhor se virou e olhou-o lá no pátio (Lc 22:60-62). Imagine a sensação do coração de Pedro como os olhos de Sua Salvador perfurando sua alma! Como Judas, Pedro chorou amargamente o seu pecado. Porém, ao contrário de Judas, Pedro tinha "a tristeza segundo Deus", que resulta em verdadeiro arrependimento (2 Coríntios 7:10-11). E anos mais tarde, encontramos Pedro escrevendo-nos mais que palavras, a fim de que não cometamos o mesmo erro que ele. 



Não permita que o "orgulho" (quer seja ele acadêmico, religioso, por beleza ou formosura, etc)tome conta de sua alma, revista-se de humildade (1Pe 5:5-6). Lembre-se que "Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes". Deixe a preguiça, antes que ela enfraqueça por definitivo sua capacidade de tomar decisões, de reagir: por muita preguiça se enfraquece o teto, e pela frouxidão das mãos a casa goteja (Ec 10.18).


Não seja covarde, achando que é melhor se esconder de tudo e de todos, mas glorifique ao Senhor nas suas provações, nas suas tribulações, nas suas angústias (1Pe 4:16) - tenha fé: o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Sl 30.5)! O Senhor está perto de você, perto quando você O busca! Você é de Cristo e o maligno não pode lhe tocar! Aleluia!


Deixe o mundanismo de lado. Você não pertence mais a este mundo; você foi comprado pelo precioso Sangue de Jesus. Você é nova criatura, as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo na sua vida! Lembre-se que somos "peregrinos e forasteiros", destinados a um lugar melhor do que as coisas deste mundo têm para oferecer! Pedro nos manda "abster-nos"(1Pe 2:11-12).



Porque você saiu da Igreja?

Que mal que Deus te fez?

Largando tudo, indo embora

Pro mundo outra vez

Se foi alguma coisa que te entristeceu

Isso não é motivo pra largar o filho de Deus

Volta pra mim, sou eu o melhor amigo

Volta pra mim, eu quero você comigo

Pois eu te amo, te amo sim

Te dou alegria, volta pra mim

Porque você está triste agora

Se o mundo escolheu

Prazeres, sonhos, fantasias

Você se envolveu

Te digo que o mundo não é seu lugar

Volte correndo, volte

Eu quero te abraçar.

Um comentário:

  1. Como é triste quando alguém se afasta do Senhor!Tb
    perigoso,pois ao se afastar Dele logo o Capeta se encosta,pois a proteção se vai e ficamos vulnerá-
    veis a toda sorte de males.Que tenhamos toda aten-
    ção ao caminho para que não venhamos a nos desviar
    e cair no precipício logo abaixo.

    ResponderExcluir

(1) Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se. Outra coisa: não publicarei nenhuma crítica dirigida a pessoas; analise a postagem e então emita seu parecer, refutando-a com a apresentação de referências, se assim for o caso (2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão nem termos de baixo calão! (3) Responderei as críticas na medida do possível e segundo o meu interesse pessoal (4) Não serão aceitos, em hipótese alguma: mensagens com links que dirigem e façam propaganda a sites católicos, espíritas, ateus, ortodoxos gregos, judaizantes, adeptos de teologia da prosperidade, religiões orientais, liberais, nem nenhum outro que negue Jesus Cristo como Senhor, Deus, único e suficiente Salvador. Estende-se essa proibição a mensagens que propaguem essas idéias/crenças e que queiram debater e provocar discussões.