Pesquisar Argumentações No "Ad Argumentandum Tantum"

domingo, 23 de janeiro de 2011

PROCURA-SE PARA ADMISSÃO IMEDIATA...

"ADMISSÃO IMEDIATA: homem ou mulher, jovem ou idoso: Procura-se: fiel e temente a Deus, crente genuíno, amante das Escrituras Sagradas - estudo e ensino. Que tenha aptidão para toda boa obra. Que ame a Igreja do Senhor e tenha disposição para trabalhar no que for confiado. Que saiba trabalhar em grupo, lidando com os contradizentes e suas contradições. Pagamento garantido pelo Dono da Seara aos que perseverarem até ao fim."   

Imagine que a admissão de novos obreiros para a Seara do Mestre se desse por meio de anúncios nos jornais. Será que com o anúncio acima haveriam filas na porta da Igreja para o processo seletivo? Quantos candidatos apareceriam? 100 candidatos? 50? Quantos preencheriam os requisitos acima? Quantos concordariam em receber apenas ao final da Obra?

De fato, a coisa mais difícil para realizar a Obra de Deus é conseguir a ajuda de pessoas compromissadas e tementes a Deus, que não sejam "traíras" disfarçados ou que não desistam ao sinal do menor problema/dificuldade. Infelizmente, muitos "obreiros" em nossas igrejas são comissionados segundo a ordem de Judas Iscariotes: só pensam naquilo que poderão usufruir da Obra - dinheiro e posição/título. Gente que anseia ser alguma coisa (na prática: ter um título) só para poder dominar o rebanho. Enquanto não conseguem o bendito título, sem comportam como os mais humildes e prestativos obreiros à disposição; depois, haja graça para lidar com eles!

O outro grupo consiste naqueles aos quais chamo de "obreiros ninja". Quando você precisa deles, eles somem na fumaça. Qualquer menor sinal de dor ou indisposição torna-se fonte de desculpas, fazendo com que o problema seja digno do Dr. House. Onde está fulano? Ah, fulano não vem hoje; está com crise de fluxo naso-sinusial de polissacarídeos acentuado - desculpa mirabolante; na verdade, fulano ficou em casa porque está com nariz escorrendo. Onde está a diaconisa Sicrana? Xiii pastor, tá com um fluxo que só o senhor vendo...nem tocando nas orlas das vestes do Senhor resolve!  



Outra classe de desculpas muito boas são as espirituais. Onde está a obreira beltrana? Beltrana teve um sonho a noite e ao acordar ficou em transe profético ligada no sinhô... sabe naum pastô, ela dava até choque... quando saiu da ligação com Jeolá, entregô a mensagem decodificada segundo os princípios proféticos-espirituais de Dan Brown: foi mandada por Gizuz visitar, por 4 meses, a igreja de Gizuz do santo reteté...mas ela continua firme conosco...


É também muito comum o costume de alguns obreiros de só fazer a Obra se o pastor estiver junto. Se ele não comparecer, nada acontece. Não importa se o pastor está cansado, doente, ou mesmo de férias (será que pastor também pode ter férias?!?), ele tem que estar presente no evangelismo, na oração das mulheres, no culto infantil, na consagração da juventude, no ensaio do louvor, na pintura da igreja... Isso não é mais um pastor, é o "Multi-pastor", super-herói que se depois de um "grito de guerra" - "vamos nós!" - se multiplica em várias cópias. Só mesmo fazendo parte dos Impossíveis para conseguir estar presente em tudo! Interessante é que esses mesmos ditos obreiros tiram férias pelo tempo que querem e bem entendem...Ah, justiça de fariseu!

Certa ocasião, o Senhor disse: "Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara." (Lc 10.2) Note que a palavra usada por Jesus é rogar, isto é, "pedir com insistência", "suplicar", "implorar", não simplesmente orar. Porque será...?!? Óh Senhor, manda obreiros e obreiras para Tua Seara! A escassez de mão-de-obra "qualificada" está em falta...

Para aqueles que gostam de viver assim, desleixados diante do Senhor, quero lembrar-lhes o que diz a Bíblia: “Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente" (Jr 48.10). Se formos negligentes, desonestos ou preguiçosos no nosso serviço a Deus, seremos condenados por Ele. Ao contrário disso, vamos trabalhar! Tem bastante espaço e muito trabalho a ser feito; não dá mais para perder tempo com melindres e criancices, pois a hora de entregar o trabalho pronto já está muito próxima! Já dizia o antigo e muito cantado hino, da Harpa Cristã:


Trabalhai e orai.
Na seara e na vinha do Senhor;
Meu desejo é orar,
E ocupado quero estar
Sim, na vinha do Senhor.






Conforme o ensino do apóstolo Paulo, no tribunal (bema) de Cristo haveremos de ser recompensados pelo Senhor ou por Ele punidos - e isso diante de toda a Igreja Gloriosa: "A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento." (I Co 3.13-15a) O que você, dito obreiro cristão, prefere? Recompensa ou vergonha?

Pense nisso. Deus está te dando visão de águia!

2 comentários:

  1. Trabalhar pra quê?trabalhar cansa.É melhor um títulozinho...Ainda mais se puder exibi-lo em outras paragens.Vaidade das vaidades.Tudo é vaidade...Já diz um velho ditado secular:"passarinho que muito canta no ninho,faz sujeira".Assim acontece com certos obreiros:gostam muito de mostrar suas credenciais.
    Se auto-elogiam,dizem que fazem e acontecem,mas assim como bolhas de sabão se desfazem no ar.

    ResponderExcluir
  2. É pastor Ricardo, existem muitas vagas e poucos candidatos devidamente qualificados para as preencherem.
    Penso que a grande maioria dos que buscam o "episcopado" não entenderam o que ele significa ou exige. Na verdade, não entenderam nem o que significa Igreja.
    O chamado e vocação pastoral ou para liderança cristã não são mais critérios exigidos e o pastorado se tornou um "cabide de emprego" para muitos e um desastre para a Igreja.
    Os que entendem bem estes conceitos e que buscam cumprir suas funções de forma servil e responsável acabam muitas vezes sobrecarregados e estafados, pois além de exercer seu ministério precisam também fazer os dos outros. É o multi-pastor que mencionou (rsrsrs).
    Mas, a recompensa virá. O galardoador observa e já tem preparado os lauréis.
    Graças a Deus, temos a ajuda dos céus para cumprir nossa missão e a promessa de sermos recompensados na glória celestial.
    O trabalho no Senhor não é em vão. Aleluia.
    Aos relaxados e aos omissos, que recebam sua porção justa determinada por Deus.
    Belíssima postagem.
    abraços
    Em Cristo,
    Pr. Magdiel G Anselmo.

    ResponderExcluir

(1) Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se. Outra coisa: não publicarei nenhuma crítica dirigida a pessoas; analise a postagem e então emita seu parecer, refutando-a com a apresentação de referências, se assim for o caso (2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão nem termos de baixo calão! (3) Responderei as críticas na medida do possível e segundo o meu interesse pessoal (4) Não serão aceitos, em hipótese alguma: mensagens com links que dirigem e façam propaganda a sites católicos, espíritas, ateus, ortodoxos gregos, judaizantes, adeptos de teologia da prosperidade, religiões orientais, liberais, nem nenhum outro que negue Jesus Cristo como Senhor, Deus, único e suficiente Salvador. Estende-se essa proibição a mensagens que propaguem essas idéias/crenças e que queiram debater e provocar discussões.