Pesquisar Argumentações No "Ad Argumentandum Tantum"

quarta-feira, 2 de junho de 2010

DESQUALIFICANDO PESSOAS: A ANTI-DIALÉTICA DOS SERVOS DE MAMOM

Diversos pastores e irmãos em Cristo sérios postaram em seus blogs as acusações dirigidas aos blogueiros evangélicos os termos de baixo calão enunciados pelo Pr. Silas Malafaia, chamando seus irmãos em Cristo de bandidos, desocupados, nêgos enrolados (sic), etc.
(veja: http://www.youtube.com/watch?v=j_FDOMxDmJc).



Leia mais:

1) Genizah:
http://www.genizahvirtual.com/2010/04/os-incomodados-que-se-convertam.html
http://www.genizahvirtual.com/2010/04/silas-malafaia-chama-pastores-e-crentes.html

2) Púlpito Cristão
http://www.pulpitocristao.com/2010/04/silas-malafaia-responde-aos-blogueiros.html

==========================================

Comentários:

Não exporei o meu currículo para me defender destas acusações de "vagabundo, desocupado, etc". É de uma enorme miséria de alma a estratégia de desqualificar o interlocutor por não conseguir desqualificar-lhe as idéias. Ao fazê-lo, me igualaria àquilo que abomino e não seria melhor do que o acusador (diabolos, no grego) - quem lê, entenda.

Liberdade de expressão - o direito de manifestar livremente opiniões, idéias e pensamentos - é a base do Estado democrático de Direito. Ao contrário, a supressão da liberdade de expressão é o caminho primeiro para a instituição de um Estado como totalitário. A analogia com o que aconteceu na Alemanha na década de 40 é, deste modo, inevitável.

Após todo ensino adquirido pela humanidade com o totalitarismo alemão e suas horríveis consequências, é lamentável quando ainda há lugar para transformar o saudável debate de idéias em imposição de "verdades", acompanhado pela substituição da discussão sobre idéias para discussão sobre pessoas. Nesta lógica, não é "permitido" em hipótese alguma a contraposição e contradição de idéias, que levam a outras idéias. Isso denota que ou (1) não há como sobrepujar a idéia no campo da argumentação, nos moldes da dialética, ou (2) não há interesse em discutir a idéia, pois o foco está na pessoa; partindo-se assim para desqualificar o proponente da idéia. Lênin já ensinava que o militante comunista, ao discutir, não deve tentar apontar os erros do adversário, mas destruí-lo, apresentando-o como agente a serviço de interesses malignos, espião, inimigo do povo etc.

Muito antes de Lênin, a Lutero, pai da Reforma Protestante, foi ordenado retratar-se pelo Papa Leão X por causa de suas 95 Teses afixadas na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg em 31 de outubro de 1517. Ressalte-se que, ao lançar as suas “95 Teses”, Lutero "tornava públicas (mas não populares) as suas idéias, com a finalidade de expor a doutos algumas questões que o incomodavam a respeito das vendas de perdão/indulgências, cujas contradições práticas e doutrinais, somadas à corrupção de determinados setores do clero, eram vistas por ele como uma ameaça à credibilidade da fé cristã e da Igreja de Roma". (http://www.espacoacademico.com.br/034/34tc_lutero.htm)

Do mesmo espírito estão imbuídos os blogueiros cristãos que, fazendo uso da internet, expõem os erros doutrinários (idéias) e a fundamentação antibíblica dos ensinos modernos (idéias) que proliferam nas Igrejas Evangélicas. No debate de idéias, chamadas "Teses", nasce o Protestantismo, denominação genérica aplicável a todos os blogueiros cristãos e envolvidos no caso em questão. Do mesmo modo, a motivação na exposição das idéias de forma pública pelos seus propositores é o incômodo a respeito da exploração do "comércio sagrado", cujas contradições e práticas doutrinais são vistas por eles como uma ameaça a credibilidade da fé cristã e da Igreja Evangélica.

Lutero foi um vagabundo? bandido? desocupado? invejoso? enrolado? Picareta? Caluniador? Levantador de falso? Vejamos: Estudou filosofia e direito e no ano de 1505 entrou para a Ordem dos Agostinianos. Tornou-se monge, sendo ordenado sacerdote no ano de 1507. Defendeu tese de doutoramento em teologia no ano de 1512. Lecionou na Universidade de Wittenberg. Foi um pregador brilhante e estudioso exemplar da Bíblia. Traduziu a Bíblia para o alemão. Oxalá existissem muitos "vagabundos e desocupados" como Lutero em nossos dias, expondo suas teses em cátedras dos seminários teológicos e em canais de televisões!

Agora, façam-me um favor bem como a todos os demais blogueiros cristãos, caros "pa$tore$" televisivos: preguem a Bíblia, somente a Bíblia. Apliquem os princípios da hermenêutica e da exegese, de forma a não criarem ou difundirem doutrinas espúrias a fé cristã. E, por favor, não ataquem as pessoas, não excomunguem irmãos só porque eles combatem os seus fraquíssimos "ensinos"; mas usem a inteligência e debatam as idéias, convençam-nos dos erros constantes em nossas defesas apologéticas, à luz da Bíblia. Assim vocês estariam mais de acordo com as nossas origens históricas...

Parodiando Lutero, por ocasião da Dieta de Worms: "Que se me convençam mediante testemunho das Escrituras e claros argumentos da razão - porque não acredito nem no Pastor nem nas convenções já que está provado amiúde que estão errados, contradizendo-se a si mesmos - pelos textos da Sagrada Escritura que citei, estou submetido a minha consciência e unido à palavra de Deus. Por isto, não posso nem quero retratar-me de nada, porque fazer algo contra a consciência não é seguro nem saudável."

Pense nisso. Deus está te dando visão de águia!

3 comentários:

  1. Como o mesmo pastor televisivo gosta de afirmar,is
    so quando se trata de outros,"Contra fatos não há argumentos",isso posto não há o que reclamar.Ne-
    cessário é voltar a sã doutrina e parar de enrola-
    ção:Por que coxear entre dois pensamentos?"Se o
    Senhor é Deus servi-O,mas se Mamom é deus então que continue a servi-lo.

    ResponderExcluir
  2. Esses pastores medalhões que usam a televisão para agredir os irmãos, precisam conhecer e praticar o Fruto do Espírito.

    Na verdade o que tem operado na vida destes ditos "pastores" é o Império de Mamom" e as Obras da Carne, onde em tom exaltado, xingam os irmãos!

    Parodiando o próprio: ... É um Ex-BIGODE ENROLADO!!! RS

    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  3. Querido pastor,
    Já há um bom tempo estou desapontado com os pastores que usam a mídia televisiva. Ao invés de propagarem o Evangelho de forma clara e de disseminar os princípios e valores de Deus a uma geração que tanto necessita, ficam a usar um espaço que tantos anseiam para realizar um ministério digno, ensinando doutrinas estranhas e pseudo-cristãs. É lamentável que nos últimos anos o pr Malafaia tenha se distanciado da sã doutrina e se aproximado cada dia mais de metodologias e princípios profanos. Esta tendência que tem se intensificado em seu ministério tem levado-o a ter atitudes mal-educadas, precipitadas e que envergonham os demais ministros da Palavra que lutam dia-a-dia para preservar a boa consciência e ensinar a dotrina cristã de forma equilibrada e ética.
    Esta postura nos leva a questionar aspectos e as reias intenções de seu ministério.
    Oro por ele e clamo a Deus que o faça retornar ao bom caminho e rever seus conceitos.
    Prabéns pelo post.
    Deus continue a lhe abençoar.
    Seu amigo, irmão e colega de ministério
    Pr Magdiel.

    ResponderExcluir

(1) Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se. Outra coisa: não publicarei nenhuma crítica dirigida a pessoas; analise a postagem e então emita seu parecer, refutando-a com a apresentação de referências, se assim for o caso (2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão nem termos de baixo calão! (3) Responderei as críticas na medida do possível e segundo o meu interesse pessoal (4) Não serão aceitos, em hipótese alguma: mensagens com links que dirigem e façam propaganda a sites católicos, espíritas, ateus, ortodoxos gregos, judaizantes, adeptos de teologia da prosperidade, religiões orientais, liberais, nem nenhum outro que negue Jesus Cristo como Senhor, Deus, único e suficiente Salvador. Estende-se essa proibição a mensagens que propaguem essas idéias/crenças e que queiram debater e provocar discussões.