Pesquisar Argumentações No "Ad Argumentandum Tantum"

quarta-feira, 30 de junho de 2010

O QUE TEM A PALHA COM O TRIGO?

"Eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse. E, quanto ao profeta, e ao sacerdote, e ao povo, que disser: Peso do SENHOR, eu castigarei o tal homem e a sua casa." (Jr 23.31,34)

Jeremias, cujo nome significa "Jeová exalta e Jeová derruba", foi chamado ao ofício profético nos últimos anos de sua adolescência (Jr 1.6 - a palavra hebraica para criança, na´ar é de dupla interpretação, descrevendo infância e adolescência em seus últimos anos), vivendo num período de longa apostasia, iniciada por Manassés e Amom. Exerceu seu ministério entre 626 a 586 a.C.

A mensagem profética de Jeremias, nesta passagem, destina-se aos falsos profetas e sacerdotes, pois a elevada concepção de Jeremias sobre sua chamada e a respectiva entrega total a mesma criava um antagonismo inflexível contra os profetas e sacerdotes profissionais, que iludiam o povo fazendo uso de um termo profético ("peso", isto é, uma declaração solene, uma alusão à Palavra de Deus) de forma leviana, para que suas palavras fossem cridas sem questionamentos.

Hoje, infelizmente é possível constatar o mesmo quadro de apostasia profética. Falsos profetas (pastores, apóstolos, bispos, mestres...do engano...sic) usam a Palavra de Deus (interpretada ao bel-prazer, diga-se de passagem) para dar "peso", para conferir credibilidade aos seus ensinos anti-bíblicos. Assim, transferem para Deus a responsabilidade pelo que estão ensinando. É como se dissessem: "foi Deus quem mandou falar isso, logo você deve dar crédito ao que estou dizendo". Fazem também uso frequente de jargões e/ou frases de efeito, além de criarem diálogos que não existem no texto Sagrado. Manipulação!

Caro leitor, o ensino bíblico genuíno é puro, sem mistura de espécie alguma: "Goteje a minha doutrina como a chuva, destile a minha palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva." (Dt 32.2) O ensino e pregação sobre a Bíblia deve ser antecedido por uma etapa de purificação pela própria Bíblia (A Bíblia se interpreta pela própria Bíblia, regra áurea da hermenêutica), separando impurezas humanas e influências demoníacas (I Tm 4.1), até então invisíveis a olho nu e que devido à "polaridade" podem formar "uma única fase visível" com o ensino bíblico (Mt 13.25-29 = joio e trigo). Afinal, as "propriedades" do ensino bíblico e do "resto" são totalmente diferentes, logo a separação é sempre possível!

Sem pruficação, qualquer ensino na melhor das hipóteses não passa de palha, servindo apenas para engordar a ovelha, mas sem lhe dar os nutrientes necessários para firmeza de seus ossos e músculos. Palha é falso alimento. A pessoa mastiga substância que não alimenta. O trigo é o vegetal símbolo do alimento. Ele gera o pão e as massas, por exemplo. Dá substância. O que tem a palha com o trigo? O que tem a pregação vaidosa e arrogante com a Palavra de Deus? Será que tal pregação pode causar algum benefício? Deus mesmo responde: "...e também proveito nenhum trouxeram a este povo, diz o Senhor" (Jr 23.32).

Muitos edificam a vida sobre palha (I Co 3.12) e querem fazer o mesmo com a Igreja do Deus vivo. Por isso, cada vez mais os crentes estão famintos, fracos e indefesos diante das astutas ciladas do diabo. Chega de palha! Precisamos de "...toda a Palavra que sai da boca de Deus" (Mt 4.4), para que possamos viver, e viver com abundância!

Pense nisso. Deus está te dando visão de águia!

2 comentários:

  1. Existem ovelhas que se acostumaram com a palha e que se sentem mal quando tentamos alimentá-las com
    trigo.Elas correm de igrejas onde o verdadeiro Evangelho é pregado,onde o pão sem fermento é ser
    vido.Tem fastio,preferem viver mal alimnetadas.É como se estivessem viciadas em porcarias.Os falsos
    pastores com isso vão se fartando da sua lã.

    ResponderExcluir
  2. uma vez, sonhei que estava no primeiro momento, chegando a um ambiente de um sol muito dourado, onde eu via um leão enorme deitado sobre a tipica vegetação da africa, chamada de savana
    mais ao meu ver era pura palha ao redor desse leão, onde tambem no animal deslizava-se uma cobra muito bonita, de 2 cores amarela e roxa, e no segundo momento 2 mãos segurando essa mesma cobra apertando pela cabeça, onde me falou dando ordem, que espocasse esta cobra, eu mal refleti no sonho sobre a ordem e a cobra estorou-se nas mãos morenas.

    ResponderExcluir

(1) Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se. Outra coisa: não publicarei nenhuma crítica dirigida a pessoas; analise a postagem e então emita seu parecer, refutando-a com a apresentação de referências, se assim for o caso (2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão nem termos de baixo calão! (3) Responderei as críticas na medida do possível e segundo o meu interesse pessoal (4) Não serão aceitos, em hipótese alguma: mensagens com links que dirigem e façam propaganda a sites católicos, espíritas, ateus, ortodoxos gregos, judaizantes, adeptos de teologia da prosperidade, religiões orientais, liberais, nem nenhum outro que negue Jesus Cristo como Senhor, Deus, único e suficiente Salvador. Estende-se essa proibição a mensagens que propaguem essas idéias/crenças e que queiram debater e provocar discussões.